Reader Comments

O Que é SSD?

"Pedro Vitor" (2018-06-14)

 |  Post Reply

top artigo

O SSD é sem sombra de dúvidas uma melhoria significativa tal pela vida dos usuários mais experiêntes como na vida dos usuários mais comuns. E ainda sim é muito comun achar usuários que ainda desconhecem essa tecnologia. O SSD tem o funcionamento essencial de um HDD convêncional, porêm muito muito rapidamente e com alguns recursos que fazem dele a melhor escolha quando o assunto é funcionamento e aumento de velocidade nas tarefas do dia a adia.


SSD (sigla do inglês solid-state drive) ou unidade de estado sólido é um tipo de aparelho, sem partes móveis, pra armazenamento não volátil de dados digitais. São, tipicamente, montados por volta de um circuito integrado semicondutor, responsável pelo armazenamento, diferindo dos sistemas magnéticos (como os HDDs e fitas LTO) ou óticos (discos como CDs e DVDs). Os dispositivos utilizam memória flash (tecnologia parecido as utilizadas em cartões de memória e pendrives). Tempo de acesso reduzido. O tempo de acesso à memória é muito pequeno do que o tempo de acesso a meios magnéticos ou ópticos. Largura de banda muito superior aos além da conta dispositivos, apresentando até 250 MB/s pela gravação e até 700 MB/s nas operações de leitura. Capacidade de armazenamento inferior aos discos rigorosos IDE e SATA. As taxas de leitura e escrita, na maioria dos modelos, gira em redor dos 500 MB/s, em torno de 5x a velocidade das taxas de leitura e escrita num HDD. Bem acho que deu com o intuito de sanar muitas dúvidas. Vejo vocês no próximo postagem.


  • Seis Gbit/s para a performance quando usado com SSDs

  • Wi-Fi de graça

  • Luxo para uns, lixo para outros

  • Pacote office

  • Use coco seco ou desidratado

  • Disco severo não é mais conhecido

  • PFC ativa trezentos W e 180 W EStar seis

Com a caneta dosimétrica podemos pesquisar a dose de radiação de forma imediata. Existem alguns monitores, denominados monitores de área, que quantificam instantaneamente a taxa de dose em cada ambiente da instalação. Os monitores de área são instumentos indispensáveis em instalações de braquiterapia. Em caso de perda do equipamento radioativo ele sinaliza agora a presença do mesmo. O vídeo dosimétrico necessita ser usado na altura do tórax, com a parte que contém o nome voltada para frente. Não deve ser inserido no bolso. O vídeo dosimétrico necessita ser utilizado só no decorrer do horário de trabalho. O funcionário que trabalha em mais de uma associação não precisará usar o mesmo video.


O funcionário é causador da correta utilização do filme e terá de zelar pelo mesmo. O video de controle não pode ser utilizado. Ele se destina a ajudar de fonte para os demasiado filmes. Não usar o dosímetro, ante circunstância alguma, no momento em que for submetido a check-up médico ou terapia com radiação. A Braquiterapia (braqui, do Grego pequena distância) consiste na colocação das fontes radioativas seladas a uma pequena distância do tecido-alvo.


Devido ao rápido decaimento da dose proporcionalmente ao afastamento da referência, altas doses podem ser liberadas ao tumor sem prejuízo das estruturas normais adjacentes. O procedimento braquiterápico pode ser desempenhado de 4 diferentes formas: braquiterapia endoluminal, intracavitária, intersticial e molde breve. Cada uma destas modalidades é escolhida de acordo com a área a ser tratada. A maneira endoluminal é no momento em que se exerce o procedimento em lúmens (cavidades virtuais do corpo humano) por exemplo o esôfago, no tempo em que que a intracavitária é a consumada em cavidades como o traquéia e a cavidade uterina.


A forma intersticial é quando se trata de estruturas sólidas (ex. próstata), e a fonte radioativa penetra no tecido tumoral liberando sendo assim a dose pela intimidade do tecido. Identicamente à Radioterapia Externa, a unidade de dose em Braquiterapia é o Gray (Joule/segundo). Exemplos de aparelhos de Braquiterapia de Baixa e Alta Taxa de Dose. A BBTD se estende por vários dias, permitindo que erros sejam descobertos e corrigidos sem grandes prejuízos para o paciente. Entendendo isto, fica fácil observar que o Controle de Particularidade em Braquiterapia é muito mais sério em Braquiterapia de Alta Taxa do que pela Baixa Taxa de Dose, desta maneira vamos nos deter mais nessa modalidade de tratamento.


A princípio temos os checks de segurança, que deverão ser realizados periodicamente. São muito primordiais porque constatam todos os dias o certo funcionamento do aparelho de Braquiterapia tal como de todos os dispositivos de segurança obrigatórios em um serviço. Precisam ser efetuados pela manhã, antes do começo dos tratamentos. 1. Intercomunicadores e Monitores Testar o funcionamento desses dois dispositivos de segurança, de presença obrigatória nos serviços de Braquiterapia.


3. Chave de travamento dos cabos Todos os aparelhos de Braquiterapia possuem um sistema de travamento dos cabos ao cofre, impossibilitando assim sendo que no decorrer do tratamento os cabos possam ser desconectados. Pra realizar este teste necessitamos programar a unidade para libertar a fonte sem que possa ser feito o travamento dos cabos. Se tudo estiver funcionando bem um sinal sonoro será emitido e a fonte não será liberada. 4. Inspeção do Curso nos Cabos Conecte um cabo a um dos canais do cofre e dê uma volta por este canal de forma que a referência não seja qualificado de passar de lado a lado dele.


Controle de Característica em Braquiterapia liberada. Nos casos em que a fonte neste momento está exposta, precisará ser recolhida neste instante. Após o fechamento da porta o console de tratamento necessita estar habilitado a reiniciar o tratamento. Antes da equipe entrar na sala após o encerramento de cada tratamento devese ver o monitor pra site útil constatar que a fonte foi realmente recolhida. Monitor de área evidenciando radioatividade pela sala de tratamento (referência exposta).


6. Lâmpadas de Aviso de Fonte Exposta Obrigatoriamente na frente da porta da sala de tratamento encontramos um sinal luminoso (verde x vermelho) que mostra pelo lado de fora que a fonte está exposta (vermelho). Esse teste, mais descomplicado, consiste em somente verificar o sinal luminoso vermelho pela porta da sala no momento em que a fonte está exposta. Um outro ambiente interessante que eu gosto e cita-se a respeito do mesmo tema neste blog é o site útil site útil. Talvez você goste de ler mais a respeito nele. 8. Botão de Interrupção do Tratamento Durante o tratamento poderá existir inevitabilidade de se interrompê-lo por inúmeros motivos, tendo como exemplo o paciente não estar se sentindo bem. Nestes casos, no console de tratamento existe um botão de interrupção, interrupt , que, ao ser ameaçado, terá de interromper o tratamento com recolhimento da fonte, sem que o console perca os dados do tratamento.


Após as devidas providências o tratamento conseguirá ser agora reiniciado, sem qualquer prejuízo. 9. Botão de Urgência Conectado ao aparelho de Braquiterapia temos dois botões de urgência que precisam ser colocados um do lado de dentro e o outro do lado de fora da sala. Apertando este botão a fonte deve ser de imediato recolhida sem que o console perca os dados do tratamento em andamento.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism