Reader Comments

Assentados Do MST Vendem Tuas Terras Por Mais De R$ 500 Mil

"Paulo Miguel" (2018-06-07)

 |  Post Reply

leia mais nesse site

No assentamento Primavera, em Andradina, interior paulista, berço do MST em São Paulo e o único do País em que o governo federal entregou a totalidade dos títulos de propriedade definitiva, o recurso de transferência obteve ritmo preocupante. Metade dos assentados neste instante vendeu os lotes", diz o geógrafo Eduardo Girardi, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), estudioso da charada agrária. Resultado de uma invasão ocorrida no início dos anos de 1980, o caso de Primavera é emblemático. Com três.676 hectares, divididas em 210 lotes - onde vivem em torno de 870 pessoas que dependem da agricultura - o assentamento está sendo afetado pelas leis de mercado.


Um lote de terra nua no assentamento Primavera tem cerca de dezessete hectares. Depois de um tempo médio de 20 anos, quando prontamente consegue percorrer com as próprias pernas, o agricultor recebe o título definitivo do Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra) e não tem mais qualquer impedimento interessante para, se quiser, vendê-lo. É uma circunstância bem desigual de quem vende ou arrenda o lote não emancipado. Nesses casos, o Incra podes retomar a propriedade e entrega-la a outra família que esteja pela fila da reforma agrária.


Há riscos, segundo Girardi, de a expansão das lavouras do agronegócio estimularem a comercialização massiva de lotes da reforma agrária diante da escolha de algumas emancipações de projetos implantados há mais de vinte anos. Até 1994, o Incra tinha inscritos 931 projetos que estão atingindo a maioridade esse ano e, desta maneira, acham-se dentro da expectativa da titulação definitiva. No governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, entre 1995 e 2002, foram implantados novos 4.281 projetos, alguns deles com emancipação prevista para o ano que vem. Se o quadro prosseguir como tá, sem políticas de incentivo, será custoso segurar as famílias", alerta o pesquisador da Unesp. Eu quase já havia me esquecido, para criar este artigo esse artigo com você eu me inspirei por esse site verifique aqui, por lá você pode achar mais informações valiosas a esse artigo.


O efeito podes ser uma paulatina volta do êxodo rural, que elevou pra mais de oitenta e cinco por cento a população urbana do Estado. Estima-se que hoje em dia só dez por cento de quem vive da agricultura permaneça no meio rural. É a constatação de que, ao inverso de firmar o homem no campo, a inexistência de infraestrutura e de serviços, provocou intensa migração para os centros urbanos.


O MST é contra a expectativa de venda e vai brigar de todas as formas possíveis", diz Jaime Amorim, dirigente nacional do movimento. Previstos numa Capacidade Provisória, os títulos são expedidos individualmente, o que facilita o assédio de grandes proprietários sobre isto famílias em problemas. Amorim defende o padrão de concessão de uso real do título, com certo à herança e usufruto de geração para formação, sem permissão de venda nem sequer de arrendamento. A terra conquistada num assentamento é fruto de uma disputa coletiva. Permitir a venda é tudo o que direita e os setores latifundiários querem pra desmoralizar o processo de reforma agrária e inclusive o governo", diz o dirigente. Segundo ele, a brecha aberta pelo Palácio do Planalto facilitará o assédio dos fazendeiros sobre isto os assentados, aumentando os riscos de reconcentração da terra.


A classificação das vias coletoras deverá ser regulamentada por feito do Executivo num prazo não superior a 180 dias após a data de publicação dessa lei. As vias coletoras são aquelas utilizadas como ligação entre as vias locais e as vias estruturais. As vias locais são estabelecidas na sua função predominante de possibilitar o acesso aos imóveis lindeiros, não classificadas como coletoras ou estruturais. Art. 116 O passeio, como divisão integrante da rua pública, e as vias de pedestre destinam-se exclusivamente à circulação dos pedestres com segurança e conforto.


Parágrafo Único A utilização dos passeios públicos e das vias de pedestres, incluindo a instalação de mobiliário urbano, terá verifique aqui que ser instrumento de lei específica. Art. 117 Lei municipal regulamentará a realização de atividades e a implantação e o funcionamento de estabelecimentos geradores de viagens, por transporte coletivo ou individual, de pessoas ou de cargas. A promoção de eventos ou manifestações e a colocação e o funcionamento de estabelecimentos geradores de viagens deverão estar condicionados ao equacionamento do serviço de transporte coletivo e do sistema viário.


O Poder Executivo encaminhará, para apreciação e deliberação da Câmara Municipal, projeto de lei referido no "caput" deste post, num prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias depois da data de publicação desta lei. IV. penalidades aplicáveis no caso de não cumprimento do disposto no ato do Poder Executivo de que trata o "caput" deste postagem, a serem arcadas em favor do Município na autoridade responsável por aeródromo. Art. 120 A instalação, reforma e ampliação de aeródromos e heliportos ficará condicionada à exposição de Estudo de Encontro Ambiental e respectivo relatório - EIA/RIMA.


  • Embiruçu - Pseudobombax cf. marginatum Schum. (BOMBACACEAE)
  • um- QUAIS AS VANTAGENS Pra UM MUNICÍPIO, INVESTIR EM ATERROS
  • Finalidade principal da obra
  • cinco - Amélia da Conceição Bresser - RG. 5.903.386
  • quatrorze Próteses perante encomenda

Parágrafo Único A instalação e operação de helipontos fica condicionada à apresentação do Estudo de Impacto de Vizinhança EIV. A Rede Estrutural de Transporte Coletivo Público, como esta de as propostas específicas, constam do Quadro nº 12 e do Mapa nº 03, integrantes desta lei, refletindo estratégia de expansão em rede articulada. II círculos com raio de até 600 (seiscentos) metros tendo como centro as estações do transporte metroviário ou ferroviário. II. Subsistema Local, formado pelo conjunto de linhas de Transporte Coletivo Público de Passageiros que atendem a demandas internas de uma mesma localidade e alimentam o Subsistema Estrutural.


Art. 124 O Subsistema Estrutural de Transporte Coletivo vai ter que usar somente as vias estruturais. Art. 125 O Subsistema Recinto de Transporte Coletivo terá de utilizar preferencialmente as vias coletoras ou estruturais. Parágrafo único Quando a distância entre vias coletoras for superior a 500 (quinhentos) metros, o subsistema lugar de transporte coletivo poderá utilizar as vias locais, ressalvadas as disposições dos Planos Regionais.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism