Reader Comments

Chá De Limão, O Segredo Bem Guardado Pra Perder gordura

"Manuela" (2018-04-20)

 |  Post Reply

É o tipo de notícia que causa barulho e estranheza. Um experimento anunciado clique na seguinte página do website última edição do Endo, um dos congressos de endocrinologia mais respeitados do mundo, deixou os usuários de adoçantes com um gostinho amargo pela boca e um ponto de interrogação na cabeça. A busca comandada pelo médico Sabyasachi Sen, da Instituição George Washington, nos Estados unidos, sinaliza que edulcorantes artificiais de nanico teor calórico conseguem variar o metabolismo e impulsionar o acúmulo de gordura em indivíduos obesos. Para entrar a essa conclusão, a equipe de Sen testou o efeito da sucralose, que é 600 vezes mais açucarado que o açúcar, em células extraídas do tecido adiposo humano.


A quantidade avaliada era equivalente à de 4 latas de refrigerante diet. Você pode cobiçar ver mais alguma coisa mais completo relacionado a isso, se for do teu interesse recomendo ir até o web site que deu origem minha artigo e compartilhamento destas dicas, visualize clique na seguinte página Do website e leia mais sobre o assunto. Após doze dias, notou-se em laboratório um acrescentamento pela frase de genes relacionados à inflamação e ao depósito de gordura. Na segunda parte do estudo, os cientistas analisaram demonstrações da gordura abdominal de oito pessoas que usavam constantemente sucralose - quatro obesas e quatro com peso normal.


  • Diminuição do pulso cardíaco

  • um fatia de pão integral tostado com requeijão

  • 1 pitada de sal marinho

  • Abacaxi - cinquenta

  • dois - Coma proteíclique na seguinte página do website

  • duzentos ml de suco de laranja

relatório completo

Nos voluntários mais rechonchudos, Sen observou que, por alterações bioquímicas, se elevava o transporte de açúcar para as células, como este uma superior tendência de elas estocarem gordura. Meu trabalho não é o primeiro a destacar uma correlação entre consumo de adoçante e ganho de peso. Por ora, o que posso narrar é: tentem diminuir a ingestão do produto", declara. Apesar de a experiência tenha sido feita com a sucralose, o endocrinologista revela que quer testar brevemente o encontro de outros adoçantes, como aspartame e estévia.


A descoberta, entretanto, foi recebida com cautela por especialistas da área. A grande maioria admite que não há evidências robustas de que muito adoçante engorda. A médica Maria Edna de Melo, do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, conta que as teorias levantadas por hora, incluindo a de Sen, não foram comprovadas de forma contundente. Estudos mais amplos com seres humanos revelam que os usuários de adoçantes perdem peso.


Até em razão de, diversas vezes, eles são incluídos em uma dieta com menos calorias", explica a endocrinologista. Volta e meia surge uma procura - boa parte feita em animais - colocando em xeque a segurança e a eficiência da categoria. Umas insinuam que estes produtos aumentam o risco de câncer. Algumas que geram uma espécie de efeito rebote e favorecem a obesidade e o diabete.


Há alguma verdade nisto? Segundo a engenheira de alimentos Maria Cecília Toledo, da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos pra Fins Especiais e Congêneres (Abiad), sobram especulações e faltam evidências. O exercício de adoçantes, dentro dos limites recomendados, é totalmente seguro", enfatiza. Passemos logo à próxima dúvida: será que estamos utilizando de forma adequada? Lembre-se que ninguém vai perder calorias apenas porque incluiu as gotinhas ou os sachês pela rotina.


É ilusão encontrar que o adoçante sozinho vai emagrecer se bem como não houver adesão a um cardápio regrado e à atividade física. Muitos consumidores usam adoçante de maneira incorreta", admite a nutricionista Ana Paula Gines Geraldo, da Escola Federal de Santa Catarina. Tem gente que recorre a ele pra poupar calorias, no entanto que, no final, ingere outros alimentos bem mais calóricos", exemplifica. Em sua tese de doutorado pela Universidade de Saúde Pública da Instituição de São Paulo, Ana Paula avaliou o jeito no consumo de adoçantes e sua conexão com o excesso de peso.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism