Reader Comments

Segurança Do Rio Desmente Boatos Pelas Redes sociais

"Larissa" (2018-04-10)

 |  Post Reply

consulte neste site

Se sentir empoderada, formosa, digna de amor e apreço é imprescindível para ter uma autoestima saudável. Mas, algumas mulheres, infelizmente, não conseguem se enxergar em vista disso. E eu fui uma delas. O conceito que formamos de nós mesmas não surge de modo aleatória: é uma construção social. Fomos moldadas desde a infância a encontrar perfeito e desejável tudo aquilo que se aproxima de um modelo pré-estabelecido por um mercado capitalista - que lucra com nossas inseguranças - e pela mídia.


Um padrão que engloba poucos e é muito doentio. Que dentre algumas coisas segrega, razão destruição da autoimagem, transtornos alimentares e infelicidade. Durante quase toda a minha existência, fui uma pessoa inteiramente insatisfeita com a aparência física. Rosto, organismo, cabelo, altura, tipo de pele, tamanho do pé. Até o modelo das unhas me desagradava. Há 3 anos, conheci o feminismo e iniciei um recurso de resgate do meu amor próprio, que havia sido perdido pela infância. A terapia bem como foi - e está sendo até hoje - uma aliada indispensável em meu desenvolvimento.


E de lá para cá, melhorei consideravelmente. Tenho muito a aprender sobre o assunto os meus verdadeiros valores, limites, personalidade e autorrespeito, porém posso revelar que progredi bastante desde que passei a brigar pelos direitos das mulheres e pela equidade de gênero. PARTICIPE: Não estou me sentindo bem com meu organismo! PARTICIPE: Organismo, insegurança e pânico! De todos os meus complexos, o que mais afetou foi estar acima do peso, desde criancinha.


Os apelidos na escolinha que evoluíram para algumas maneiras de segregação - como o celibato involuntário, pela adolescência e fase adulta - me prejudicaram muito. Aos vinte e sete anos, depressiva, na faixa da superobesidade e com a saúde por um fio (diabetes tipo dois, hipertensão, desequilíbrio metabólico, gordura no fígado e começo de cardiopatia), decidi emagrecer. A Operação Bariátrica, popularmente conhecida como Gastroplastia ou Redução de Estômago, foi a opção mais aconselhável, levando em conta o meu IMC e estado geral de saúde. Um outro lugar envolvente que eu amo e cita-se sobre o mesmo tema nesse web site é o web site vá para este site. Pode ser que você goste de ler mais sobre isso nele. E para marcar o início da nova fase, resolvi me presentear.


Vocês de imediato viram várias daquelas fotos de "antes e depois" de pessoas que eliminaram muitos quilos, com ou sem cirurgia? Aquele fundo opaco, uma ansiedade no rosto, assistir de gente morta, presença cabisbaixa e roupas nada joviais? Por que não fazer desigual, celebrar o poder da modificação e ressaltar a minha beldade hoje?


  • Dois- Vable Browser

  • 05/02/2018 17h11 Atualizado 05/02/2018 17h16

  • 3 Frente e verso

  • Cheque quais dos seus aplicativos estão consumindo mais bateria

  • oito - Regulatório: LEI DE CRIMES DE INFORMÁTICA

  • Você compra em sites como eBay e MercadoLivre

  • A publicação impulsionada

  • Web brasileira ganha órgão autorregulador

Que tal valorizar as conquistas - como o colégio, a descoberta do primeiro afeto e da paixão pela escrita, os amigos e tudo o que vivi durante quase três décadas sendo GORDA? Já que convenhamos, em cento e cinquenta e sete quilos não cabe nenhum diminutivo, muito menos eufemismos. Gordinha é a porra. Em seu canal ela fornece dicas de produção de filmes, empreendedorismo e empoderamento da mulher. Uma das minhas maiores referências em intercomunicação e elaboração de conteúdo da web.


A produção e o making off ficou por conta da Helen Castro, criadora do coletivo Amando o Black e uma das idealizadoras do Domínio Pessoal, um web site sobre o assunto maternidade, cinema, saúde, turismo, eventos e tópicos afins, voltados pra mulheres lésbicas. Além do mais, ela é feminista negra, militante e cabeleireira especializada em fios crespos e cacheados, e posta várias coisas bacanas na sua página Diva’s Express.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism