Reader Comments

Chocolate Sem Lactose: Dez Chocolates Sem Lactose

"Lucca" (2018-04-23)

 |  Post Reply

Doenças de pele argumentou A maioria das pessoas com intolerância à lactose poderá tolerar pequenas quantidades de lactose na dieta sem ter sintomas. Gradualmente agrupar pequenas quantidades de leite ou produtos lácteos para ajudar as pessoas a se encaixar aos sintomas. Diversas vezes, as pessoas toleram melhor os alimentos lácteos comidos no decorrer da hora das refeições. Caso a reação negativa seja contínuo, ela recomenda que a pessoa procure um gastroenterologista. Intolerância ou alergia ? Diferente do glúten, a lactose é o açúcar do leite e não tua proteína. Logo, existe uma intolerância a ela que dificulta tua digestão. Ela ocorre visto que o corpo reduz a criação da enzima lactase para que serve, que quebra a lactose.

lactaseDesse modo, ao surgir no intestino grosso a lactose não está digerida acertadamente, e aí, ao ser fermentada por bactérias acontece efeitos desagradáveis como retenção de líquidos, cólicas abdominais e diarreias. É comum confundir intolerância à lactose com alergia ao leite, entretanto esses dois dificuldades têm distinções e dessa forma merecem tratamentos diferentes. Existe quem o ame e não o rejeite em ocasião nenhuma. Todavia tem quem o odeie. O leite, considerado o alimento genial por diversos, não é suportado por considerável quota da população. Para as pessoas que sofre de intolerância à lactose, consumir leite ou ingerir seus derivados cria gases, estufa o abdome e dá cãibras. Essa rejeição ocorre em pessoas que não produzem a enzima lactase em quantidade suficiente para digerir a lactose que consomem.

A intolerância à lactose é bastante freqüente em escala mundial, podendo atingir, em alguns casos, 90% da população. A deficiência da lactase é comum entre populações asiáticas (noventa e oito por cento nos tailandeses, noventa e sete por cento nos chineses, 99% nos japoneses e 67 por cento nos indianos). Entre os caucasianos a prevalência de intolerância à lactose é cerca de quinze por cento. Acomete assim como negros africanos (setenta e dois por cento), norte-americanos (70 por cento) e índios. Durante estes testes, um tubo oco é posto pelo ânus. O médico podes enxergar pelo tubo. Você será capaz de ter necessidade de desses testes, principalmente, se os sintomas surgirem depois de os cinquenta anos de idade, se exibir sangue nas fezes e emagrecimento involuntário e se os resultados dos exames de sangue estiverem alterados. Outros exames de imagem bem como são capazes de ajudar o médico a fazer o diagnóstico, como raio-X do trato gastrointestinal e tomografia computadorizada.

Lactrase® reduziu a dor, a sensação de aumento do volume abdominal e escore de sintomas gerais. Dairy Ease® reduziu só a agonia. O autor conclui o artigo recomendando o exercício de Lactrase® como produto de alternativa, dentre os estudados, para melhora sintomática de pacientes com intolerância à lactose. 1. Ramirez FC, Lee K, Graham DY. All lactase preparations are not the same: results of a prospective, randomized, placebo-controlled trial. O papel de toda enzima é extremamente específico; isto isto é que uma determinada enzima facilita a circunstância de uma estabelecida reação. Desse jeito, tais como, durante o tempo que a enzima amilase salivar (ptialina) facilita a digestão do amido na boca, a maltase, por tua vez, catalisa a transformação da maltase em glicose. Reações químicas podem suceder sem enzimas; entretanto, no caso das células, essas reações seriam tão lentas, que com toda certeza seria impossível a vida sem enzimas. Várias pessoas sentem incômodo, como diarreia e náusea, após consumir leite e derivados. Esse desconforto pode ser sinal de um dificuldade extremamente comum na população: a intolerância à lactose. → O que é a intolerância à lactose? A intolerância à lactose poderá ser determinada como uma rejeição do corpo ao leite e seus derivados. Ela ocorre em consequência de um defeito na enzima lactase, que pode estar em uma quantidade muito baixa ou se apresentar de forma ineficiente. A lactase é uma enzima produzida pelo intestino delgado que decompõe o açúcar do leite nos monossacarídeos glicose e galactose.

A imaturidade do aparelho digestório e do sistema imune, comum nesta faixa etária, são fatores relevantes para o desenvolvimento da APLV. Entretanto, mesmo através do leite materno o recém-nascido poderá entrar em contato com a proteína do leite de vaca. Dessa forma é muito significativo as mães prestarem atenção na sua alimentação e no surgimento de sintomas no bebê. Os sintomas são vômitos, aflição abdominal, diarreia, flatulência, presença de sangue nas fezes e dermatites (vermelhidão na pele, aparência de "pele grossa"), podendo desencadear outros processos alérgicos como asma e eczemas. O surgimento desta doença se oferece não só pela presença da proteína do leite de vaca, mas assim como pela permeabilidade da parede intestinal além do fator genético. Mas, mais do a charada do corpo humano, a dieta pode ser uma questão de saúde. É sabido, como por exemplo, que aqueles que sofrem com hipertensão necessitam investir em um cardápio com uma quantidade menor de sal. O excesso de sódio faz com que o organismo retenha mais líquido e, mesmo se não houver inchaço, o volume de sangue no corpo humano será aumentado.

Add comment



Partnerzy platformy czasopism