Reader Comments

Acredite! Abacate Poderá Emagrecer

"Beatriz" (2018-06-16)

 |  Post Reply

Um menino que necessita mamar só consegue avisar a mãe que está com fome quando começa a lacrimejar. Pra ela, logo fica claro quando o choro é de fome. É que, se a menina parou, é por causa de está satisfeita. Quando cresce um pouco, a moça aprende a pedir por comida.


Entretanto o sinal de saciedade não é sempre que é interpretado: quantas vezes tua mãe insistiu olha aqui para que você continuasse comendo quando você não queria mais? Em determinado momento da vida, paramos de deixar que o organismo decida no momento em que necessitamos começar e terminar de ingerir. E tentar devolver a ele essa decisão pode ser o primeiro passo pela pesquisa do peso certo e saudável.


A ciência ainda não domina explicar totalmente por que as pessoas engordam com a finalidade de ficarem obesas. E também não encontrou a fórmula sublime de perder peso com saúde. Em uma simplificação grosseira, engorda quem come mais do que gasta de calorias. Porém essa não é uma conta exata e cada um entende que somente dieta e exercícios não escolhem todos as dificuldades. Existem milhares de dietas por aí, contudo o número de gordos no mundo só aumenta. Não é só o exagero de comida que deixa alguém obeso. São considerados enorme quantidade de fatores, como a genética, que influencia o metabolismo. Antes de continuar, um parêntese: há uma diferença entre "gordo" e "obeso".


A relação direta entre o acúmulo de gordura no organismo e o desenvolvimento de doenças como diabetes e pressão alta não foi totalmente esclarecida. Porém sabemos que o excesso de gordura interfere nas reações químicas responsáveis por conservar nosso organismo em funcionamento. Ele se intensifica a resistência à insulina (o que leva ao acrescento de açúcar), além do acrescento do grau de triglicerídeos e colesterol em circulação. Vários médicos defendem que, por ser uma doença crônica, a obesidade tem que ser tratada com remédios na vida toda, em razão de, uma vez obesa, a pessoa a todo o momento terá predisposição pra ganhar calorias.


No entanto nem todos os obesos, mesmo aqueles em grau mais grande, com IMC acima de trinta e cinco, desenvolvem outras doenças. Existem os obesos metabolicamente normais, que, por qualquer fundamento, não desenvolvem hipertensão ou colesterol grande. Todavia isso ocorre em 1 a cada 4 casos. O que não ou seja que não precisem emagrecer.


  1. Cinco passos pra dormir do jeito certo

  2. sessenta e um por cento a mais de diminuição no IMC

  3. um col. (sobremesa) de pasta de atum

  4. Fazer exercícios de força

  5. Suco de maçã (58)

olha aqui

Eles não estão livres de outros defeitos de saúde, como nas articulações (veja mais no quadro abaixo)", ressalta o médico. Novas correntes de estudos preferem não rotular todas as pessoas acima do peso de doentes e se focar nos tratamentos dos problemas específicos causados pelo exagero de gordura. Está claro que o peso é afiliado com o superior traço de certas doenças, mas as causas conseguem ser diversas", diz a nutricionista Encantadora Bacon, autora do livro Health at Every Size (Saúde em Qualquer Tamanho, sem edição em português).


Bela não tenta contestar, como por exemplo, que doenças como diabetes e hipertensão sejam mais comuns entre os gordos. No entanto um estudo mostrou que mulheres obesas que haviam feito dietas tinham hipertensão, no tempo em que as que nunca haviam feito tinham pressão normal", relata. Cada vez mais especialistas concordam que dietas - principlamente as mais restritivas, que cortam algum grupo de alimentos - provocam alterações no metabolismo, causam estresse e, diversas vezes, resultam na volta do peso inicial quando terminam.


Isso, você entendeu correto. Fazer dieta poderá ser pior do que permanecer gordinho. Tentar perder peso e falhar podes ser bem mais prejudicial do que continuar em um patamar grande e conservar um estilo de vida saudável, com exercícios físicos e dieta balanceada. Se a perda de calorias promover o chamado efeito sanfona, pior ainda: a pessoa perde músculos e gordura e, ao engordar outra vez, ganha somente mais gordura. Algumas pesquisas irão além.


Não é só o corpo humano que sofre com o excesso de gordura e as variações de peso. Psiquiatras identificaram doenças e distúrbios psicológicos ligados à obesidade. Um dos mais comuns é o transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP). De acordo com Adriano Segal, diretor de psiquiatria e transtornos alimentares da Agregação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso), 75 por cento dos pacientes com TCAP têm excedente de peso. Uma das causas possíveis é (de novo!) ter feito dietas restritivas repetidas por anos. Deixar de ingerir proteína ou carboidrato, tendo como exemplo, podes causar de desnutrição a transtornos psiquiátricos.


Outros problemas irão de quadros depressivos e ociosos a bulimia nervosa, passando por hiperatividade e bipolaridade. Para variar, as origens de cada mudança não estão totalmente esclarecidas. Entretanto uma coisa é certa: as dificuldades psiquiátricos não levam à obesidade. A trajetória é inverso. E, acredita-se, devido a do estigma, da qualidade de vida em função dos medicamentos e de decorrências resultantes de dietas malsucedidas", explica Segal. Estar acima do peso assim como influi no jeito de outras maneiras.


A própria personalidade dos gordos podes ser distinto. Mesmo que não haja indícios científicos de diferenças entre gordos e magros, existe a figura do gordinho engraçado (quem nunca teve um colega de universidade engraçadão?). Pra psicóloga americana Judith Rich Harris, autora de Responda-me com Quem Anda, os humanos têm a necessidade evolutiva de achar um papel que renda uma legal localização no grupo, ganhando proteção do mesmo sexo e atraindo o oposto.


Pra ela, é sendo assim que o gordinho vira o engraçado: utilizando o humor pra chamar a atenção. E, no momento em que conquistam seu par, os gordinhos têm desempenho acima da média. Uma busca da Instituição de Erciyes, pela Turquia, ilustrou que homens acima do peso são menos propensos à ejaculação precoce e tendem a conservar a ligação sexual por quatro vezes mais tempo do que os de IMC normal. Indico ler um pouco mais sobre isto pelo web site olha aqui. Trata-se de uma das mais perfeitas fontes a respeito esse cenário pela olha Aqui internet. Pros cientistas, a maior presença do hormônio estradiol, tipicamente feminino, faz com que ele demore mais para entrar ao orgasmo.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism