Reader Comments

Google Lança Novo Laptop HP Chromebook 11 A US$ 269 Nos Estados unidos

"Joao Murilo" (2018-06-07)

 |  Post Reply

olha aqui

249, e o Chromebook 14, bem como da HP. O Chromebook Pixel, equipamento topo de linha e vitrine do sistema operacional Chrome OS, foi a inspiração do serviço conjunto de HP e Google, segundo comunicado da fabricante, contudo afim de ser mais barato. Há uma abundância de cores disponíveis do modelo, e o tópico do objeto é pela leveza e portabilidade, segundo Mountain View. Com pouco mais de um quilo, o laptop ultrafino utiliza carregador micro USB e é chamado por Google e HP um dos mais leves do mercado.


O acabamento externo é em magnésio, pra maior resistência, de acordo com o Google, que reforça o conceito de mobilidade por trás do aparelho. Os autofalantes, em vez de estar na divisão de pequeno - "o que é ótimo quando você tem ouvidos nas coxas", segundo o Google -, ficam abaixo do teclado, o que permitiria que o som seja emitido de frente.


Clientes ainda têm 100 GB de armazenagem sem custo no Google Drive por 2 anos e podem testar sem custo algum, por 60 dias, o serviço de streaming de música Google Play Music All Access. A câmera do laptop é VGA, há duas portas USB 2.0 e, no modelo com 4G, slot micro SIM. São 29,sete centímetros de largura por 19,dois centímetros de comprimentos (menos que uma folha A4 de papel) e 1,setenta e seis centímetro de espessura. O processador é Samsung Exynos 5250 GAIA, 2 GB de RAM e HD de dezesseis GB. A bateria dura até 6 horas, de acordo com o Google, e há conectividade Bluetooth 4.0 e Wi-Fi.


Em muitas circunstâncias, contudo, utilizar um NAS não é suficiente. Diversas empresas devem de volumes gigantescos de espaço de armazenamento, que precisa não só ofertar um desempenho incrível, porém também incluir backup dos dados e redundância. RAID 0 (Striping): No RAID 0 todos os HDs passam a ser acessados como se fossem um único drive. Ao serem gravados, os arquivos são fragmentados nos inúmeros discos, permitindo que os fragmentos possam ser lidos e gravados simultaneamente, com cada HD realizando divisão do serviço.


Isso permite aperfeiçoar brutalmente a taxa de leitura e de gravação e prosseguir utilizando 100% do espaço acessível nos HDs. A dificuldade é que no RAID 0 não existe redundância. Os HDs armazenam fragmentos de arquivos, e não arquivos completos. Sem um dos HDs, a controladora não tem como reconstruir os arquivos e tudo é perdido. Isso faz com que o modo RAID 0 seja duvidosamente usado em servidores.


RAID 1 (Mirroring): No RAID um são usados dois HDs (ou qualquer outro número par). O primeiro HD armazena fatos e o segundo armazena um cópia exata do primeiro, atualizada em tempo real. Se o primeiro HD falha, a controladora automaticamente chaveia para o segundo HD, permitindo que o sistema mantenha funcionando. Em servidores é comum o emprego de HDs com suporte a partir desta fonte hot-swap, o que permite que o HD defeituoso seja substituído a quente, com o servidor conectado.


A desvantagem em utilizar RAID 0 é que metade do espaço de armazenamento é sacrificado. RAID dez (Mirror/Strip): Este modo combina os modos 0 e 1 e pode ser usado com a partir desta fonte partir de 4 HDs (ou outro número par). Metade dos HDs são usados em modo striping (RAID 0), durante o tempo que a segunda metade armazena uma cópia dos fatos dos primeiros, oferecendo redundância. RAID 5: Esse é o modo mais utilizado em servidores com um extenso número de HDs. O RAID 5 usa um sistema de paridade para manter a integridade dos dados.


  • SATA I

  • 1- Primeiro o VM Additions precisa ser removido

  • Desinstalei o ExpressCache no Windows

  • 5,825 - 5,850 GHz

  • quatrorze días EPG

Os arquivos são divididos em fragmentos e, para cada grupo de fragmentos, é gerado um fragmento adicional, contendo códigos de paridade. Os códigos de correção são espalhados entre os discos. Desta forma, é possível gravar detalhes simultaneamente em todos os HDs, melhorando o desempenho. O RAID cinco poderá ser usado com a começar por três discos. Indico ler pouco mais a respeito de por intermédio do website a partir Desta Fonte. Trata-se de uma das mais perfeitas referências a respeito este conteúdo pela internet. Independentemente da quantidade de discos usados, sempre temos sacrificado o espaço equivalente a um deles.


Em um NAS com quatro HDs de um TB, a título de exemplo, você ficaria com três TB de espaço acessível, em um servidor com dez HDs de um TB, você ficaria com nove TB acessíveis e assim por diante. Os detalhes continuam seguros caso cada um dos HDs usados falhe, porém se um segundo HD falhar antes que o primeiro seja substituído (ou antes que a controladora tenha tempo de regravar os detalhes), todos as informações são perdidos. Você poderá raciocinar no RAID cinco como um RAID 0 com uma camada de redundância.


RAID 6: O RAID seis dobra o número de bits de paridade, eliminando o ponto fraco do RAID 5, que é a perda de todos as informações caso um segundo HD falhe. No RAID 6, a integridade dos dados é mantida caso dois HDs falhem simultaneamente, o que corta brutalmente as perspectivas matemáticas de perda de fatos. A percentagem de espaço sacrificado decai conforme são acrescentados mais discos, de modo que o emprego do RAID 6 vai tornado-se progressivamente mais atrativo.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism