Reader Comments

Salvador é Esquartejada Em Novo Recurso De Modernização

"Pedro Joao Lucas" (2018-06-19)

 |  Post Reply

página da internet

Por conta das adversidades climáticas do mês de abril e maio, Salvador foi Documento Completo notícia em razão de deslizamentos de terra e inundações com mortes. Esses dados não ocorrem na primeira vez na cidade. De imediato em 1549, Salvador registrou teu primeiro deslizamento de terra na proximidade da atual ladeira do Pau da Bandeira, confluência com a Ladeira da Montanha. Desde portanto, as tragédias são a toda a hora atribuídas às chuvas. Salvador tem mais de 400 áreas de traço aonde seriam necessárias intervenções para estabilização de taludes e adequação de drenagem.


A olhos vistos, surgem pela paisagem urbana "admiráveis" cortinas em concreto e uma profusão de lonas plásticas pretas utilizadas como ações emergenciais em ponto de deslizamentos, denunciando que alguma coisa não anda bem. As lonas apontam um curativo fraco numa ferida profunda, incapaz de assegurar a cicatrização e recuperação dos estragos. Os deslizamentos ocorridos, recentemente, nas ladeiras da Montanha, da Preguiça e do Taboão, sítios tombados, se enquadram como "catástrofes anunciadas".


Os imóveis que não ruíram pela ação atribuída à erosão destas chuvas, foram demolidos na prefeitura de Salvador, com chancela local do Iphan. O caso prediz uma perspectiva preocupante em relação ao destino do patrimônio histórico de Salvador, em especial, o teu centro antigo e o centro histórico - ambos são tombados nacionalmente e uma cota é patrimônio mundial. Ao mesmo tempo em que casarões com valor histórico são demolidos, insuficiente se fala de métodos de cautela de catástrofes.


Os deslizamentos e alagamentos podem ser creditados aos fatores geológicos, climatológicos e socioeconômicos que definiram a forma de ocupação existente na cidade. O avanço "desordenado" da cidade obedece a uma lógica que subverte a racionalidade do uso do solo. É impulsionada pelo mercado imobiliário que acaba por "empurrar" a ocupação e expansão da cidade para zonas de relevo acidentado e alagadiças, deixando as águas com poucas escolhas pra vir ao mar. O pouco comprometimento do poder público municipal no controle do ordenamento do emprego e ocupação do solo, como aterros e "tamponamento" de rios, repercutem no escoamento das águas e põem em traço a segurança da população.


A historiadora Katia Mattoso mostra que, agora no século 19, o ordenamento urbano orientava a impedir a construção de sobrados e mocambos nas encostas. Com o ir dos anos no começo do século vinte, a cidade padece do ímpeto da "modernização" dirigida a depurar tudo que representasse a velha Bahia colonial. Em meados de 1990, o centro histórico é equipamento de nova investida para recuperação e urbanização de quarteirões do Pelourinho.


A diretriz não é mais orientada à permanência da população no seu interior, todavia para atrair turistas e ser uma espécie de parque temático. Em junho de 2011, foi tombado, em definitivo, o Conjunto Urbano e Arquitetônico da Cidade Baixa de Salvador, cujo desdobramento foi instituir a proteção pela União, incluindo o trecho do Frontispício da Montanha. No contexto atual, é árduo dominar as políticas públicas tocadas pelas esferas governamentais pela área.


A prefeitura mostra dedicação em assumir o teu papel pela preservação dos bens tombados, instituindo lei com normas pra proteção e desafio à preservação do patrimônio cultural. Ao mesmo tempo, permite que a pretexto de obras nos arcos da Montanha, se oriente uma gentrificação com o despejo forçado de artesãos que dão existência à ladeira da Conceição. No tempo em que a cidade, em um novo recurso de modernização - "destruição criativa" - é esquartejada, acontecem deslizamentos atribuídos às fortes chuvas de "características torrenciais".


  • 0,2 para taludes, curvas de nível e malha de coordenadas

  • 05 Multas e Juros de Mora da Ajuda sobre a Receita da Loteria Instantânea

  • 00 Receita de Outorga dos Serviços de Telecomunicações

  • Alavancar a reconstituição, manutenção e proteção das matas ciliares e

  • vinte e um/onze/2017 09h35 Atualizado vinte e um/onze/2017 11h14

  • Peso: Sessenta e nove kgf/m² - seca

  • Relógios Masculinos Digitais

Até no momento em que as chuvas serão um álibi para esclarecer os deslizamentos de terra e desmoronamento de edifícios, tombados ou não? Acabei de lembrar-me de outro blog que bem como podes ser útil, veja mais sugestões nesse outro postagem Documento Completo, é um ótimo web site, creio que irá adorar. Em maio de 2009, foi decretado ocorrência Documento Completo de emergência em atividade de fortes chuvas. A circunstância das casas nesta hora demolidas pela ladeira da Montanha era a mesma. Como interpretar uma política de proteção do patrimônio cultural que tem como discurso "resguardar com dignidade"?


O que existe subjacente a uma assertiva de que "o negócio de Salvador é ser patrimônio"? De todos nós, tudo bem. Uma cidade não poderá ser visão tão somente como "oportunidades de negócios" ou como "negócios de oportunidades". As cidades são geralmente locais privilegiados de difusão e inovação de ideias, além do seu papel tradicional de centro de interesses econômicos, produção e progresso tecnológico e, firmando-se, como local por excelência da cooperação intelectual e cultural da população. Segundo creem os gestores municipais as pessoas que olham de fora agregam entendimento, trazem outras experiências, enxergando a cidade com um espiar mais crítico. É possível que tenham razão ao repassar sua atividade encerramento. Conseguirá ser um observar exigente, profundo, no entanto será um enxergar sem brilho, um olhar sem paixão que conseguirá aceitar sem dó derrubar o que não lhe parece justo.


Uma hora, cansado de teu próprio teatro, faz de tuas roupas um travesseiro e dorme no chão. Sinha Vitória estava cansada de cuidar do marido embriagado e ter que olhar as moças assim como. Em um dado instante, ela toma coragem pra fazer o que mais estava com vontade: acha um cantinho e se abaixa pra urinar. Satisfeita, acende uma piteira de barro e fica a imaginar com a cama de fitas de couro e um futuro melhor.


No que quem sabe seja o instante mais famoso do livro, Fabiano vê o estado em que se encontrava Baleia, com pelos caídos e feridas pela boca, e achou que ela pudesse estar doente. O vaqueiro decide, assim sendo, sacrificar a cadela. Sinhá Vitória recolhe os filhos, que protestavam contra o sacrifício do necessitado animal, porém não havia outra seleção. O primeiro tiro acerta o traseiro de Baleia e a deixa com as patas inutilizadas. A cadela sentia o encerramento próximo e chega a desejar morder Fabiano. Apesar da raiva que sentia de Fabiano, o estrada como um companheiro de longo tempo.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism