Reader Comments

Whey Protein: Quem Poderá Usar?

"Pedro Caio" (2018-06-09)

 |  Post Reply

recomendado site

Nunca imaginei que um dia eu poderia ser gorda. Entretanto, em menos de cinco segundos minha existência virou de cabeça afim de miúdo. Foi muito rapidamente, porém fiquei consciente e vi tudo: eu estava na garupa da motocicleta de uma amiga e, no momento em que me dei conta, estávamos ali jogadas na beira do asfalto. A cabeça da Andreia sangrava e, quando tentei me revirar pra socorrê-la, percebi que minha perna estava torta, com o osso aparecendo: era uma fratura exposta. O que veio depois foi um comprido período de recuperação.


Passei um mês internada no hospital e fiquei seis meses de repouso em moradia, além de fazer duas cirurgias pra botar pinos pela perna. Durante um tempo, tive que parar de dançar e de oferecer aulas de dança. O acidente me desestruturou. Nunca tive defeito com excedente de peso e, em apenas 2 meses de repouso, passei dos sessenta e cinco kg pros 80 kg! Assim como nunca fui de comer demais, entretanto naquela fase a comida virou um refúgio com intenção de mim. Eu estava tão frustrada por sentir-se presa em residência, sem poder dançar e encaminhar-se à faculdade, que descontava estas frustrações na comida. Só consegui retomar minha vida e reverter a caminhar normalmente um ano depois, em 2007. Contudo o exagero de peso ficou.


No ano seguinte, me elaborei em educação física com um organismo espaçoso. Estava feliz por essa vitória, entretanto muito incomodada por sentir-se naquela situação. Gorda daquele jeito, que importancia eu teria como profissional de educação física? Eram tantos os problemas e frustrações acumuladas que em 2010 tive uma decadência horrorosa de síndrome do pânico. Senti a emoção de morte iminente! Tudo que eu esperava dos meus 24 anos era segurança, juventude e sucesso, no entanto o que eu tinha era uma doença psicológica e muitos quilos a mais. Isto sem apresentar que eu nem sequer podia dançar, em razão de minha perna ainda não estava inteiramente recuperada.


A saída foi começar a trabalhar como cabeleireira a domicílio. Gorda, doente, com uma barriga gigante, sonolenta, vagarosa e com a autoestima no chão. Eu poderia ter permanecido naquela situação pelo resto da existência, mas decidi que não seria essa mulher derrotada. Tirei forças não sei de onde e decidi combater pelo meu peso e pela minha saúde. Para começar, em 2011 voltei a dançar e procurei um endocrinologista.


Descobri que os hormônios da minha glândula tireoide estavam inteiramente desregulados em consequência a dos corticoides que tomei pra dores na perna. Isso dificultava o emagrecimento. Não adiantava fazer exercícios e comer menos: só depois que os hormônios ficaram reguladinhos é que comecei a perder peso de verdade. Minha estratégia foi descomplicado: parei de ingerir carboidratos à noite, passei a tomar chás diuréticos e consumir um pouquinho de três em três horas, mesmo sem fome. Se por acaso você gostou nesse artigo e gostaria receber mais informações sobre o assunto referente, visualize neste hiperlink Recomendado Site maiores dados, é uma página de onde peguei boa parte dessas infos. E fui pra academia fazer musculação, exercícios aeróbicos, como body combat, e muay thai. Nos primeiros 6 meses de dieta, emagreci pingadinho: eliminei dez kg. Minha perda de calorias estava muito lenta, e a explicação do meu abdômen bem como.


  • Controla pressão Recomendado Site nas artérias

  • dois envelopes de gelatina sem sabor

  • Socorro os 3 "C" - Coração, Colesterol e Câncer

  • 6- Ômega 3

  • Receita de suco de beterraba com gengibre e pepino

  • 1 col. (chá) de antepasto de berinjela

  • Queima de Gordura o Dia Todo

E eu sabia por que: eu ainda abusava da cerveja.Pedi assistência a Deus com o objetivo de parar de ingerir. Deu correto: cortei o álcool e, nos 6 meses seguintes, perdi mais 8 kg! Com ajuda de um personal trainer, passei a tomar os suplementos proteicos BCAA, whey protein e glutamina. Aliados aos exercícios e à dieta regrada, eles me ajudaram a ocupar este organismo sequinho e a barriguinha determinada que tenho hoje! Da metade de 2012 até hoje, perdi mais três kg e atingi os cinquenta e nove kg, minha marca atual. Voltei a dançar e as crises de pânico passaram. Depois de vários anos de batalha e doença, posso respirar aliviada e celebrar a existência! Hoje tenho uma forma física mais do que tinha no passado! Até fui indicada pelo meu instrutor na academia pra participar de um concurso de criancinha fitness! Após o susto e dos anos de problemas, gratidão a Deus todos os dias por apresentar-se viva, saudável e mais maravilhosa do que antes da provação pela qual passei. Emagrecimento saudável tem tudo a olhar com a tonificação da barriga.


Expressões da nutricionista Alessandra Luglio, consultora da Hero Nutricionals. Faça trinta minutos de atividade física por dia: É praticamente improvável tonificar a barriga sem um mínimo de atividade física. E é propriamente essa atividade que torna a redução de calorias de forma acelerada e capaz. Você pode investir em exercícios aeróbicos (andar, correr, pedalar) e anaeróbicos (musculação, pilates). No quadro ao lado, confira muitas opções de exercícios descomplicado para descomplicar a tonificação da barriga.


Consuma carboidratos e proteínas em todas as refeições: Os carboidratos são sérias para proporcionar energia para o corpo humano. O vasto defeito é que esses alimentos são muito rapidamente digeridos, o que provoca fome insuficiente tempo após a refeição. A solução pra esse problema é associar os carboidratos ao consumo de proteínas. Dessa maneira, a digestão será mais lenta, a energia para o funcionamento do corpo será liberada mais devagar e o sentimento de saciedade será duradoura. Associe o whey protein e um suplemento vitamínico: O whey protein é um suplemento à base da proteína do soro do leite. Tem rápida absorção e zero gordura e é melhor para ser consumido após a atividade física.


Ele impede a queima de massa magra, facilitando a tonificação da barriga. Já o suplemento vitamínico podes completar a inexistência de nutrientes relevantes que atrapalham o metabolismo e a redução de peso. Pra saber a dose exata a ser usada, é essencial procurar um nutricionista. Coma de 3 em 3 horas: Os alimentos são o combustível do corpo. Quando não fornecemos esse combustível com certa regularidade, o corpo humano corta o ritmo de serviço para economizar energia e conservar as funções respeitáveis, como respiração e batimentos cardíacos. E, se o ritmo de trabalho do corpo humano é demorado, é mais complicado queimar o exagero de gorduras. É em consequência a nesse recurso que ingerir um pouquinho a cada três horas é essencial pra conservar o metabolismo acelerado e simplificar a perda de gordura. CUIDADO: Portadores de doenças crônicas/graves precisam buscar o médico antes de começar cada tipo de dieta. Ao notar tontura ou fraqueza ao fazer atividade física e dieta, procure ajuda especializada.


Porém, atenção, as proteínas utilizadas necessitam ser magras! Ah, e você pode escolher o sabor do suplemento, desde que siga o modo de preparo indicado no cardápio. A dieta das proteínas é dividida em três fases. Todas as etapas devem ser seguidas conforme as recomendações do especialista, porque só desta forma será possível conquistar perda peso sem perder saúde. O primeiro passo é o mais importante, durando 14 dias e contendo somente 1000 calorias. Por este tempo, 50% do peso exagerado podes ser perdido. Agora pela terceira e última fase todos os alimentos são liberados, desde que consumidos controlado.


Com essa fase você consegue secar até sete quilos, desde que siga as medidas e recomendações do cardápio, estipulado pelo dr. Atkins. Opção 1: Shake proteico: 1 copo (duzentos ml) de leite desnatado e 2 col. Opção dois: 1 pote (100 g) de iogurte desnatado e 2 col. Opção um: 1 pote (cem g) de iogurte desnatado. Opção três: 1 xíc.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism