Reader Comments

Plano Divino Para a Terra

"Pedro Pedro" (2018-06-03)

 |  Post Reply

saiba mais

A Terra tem um grande Plano Divino, que está na semente da própria Chama Trina, nosso projeto de existência, pelo motivo de - no momento em que viemos para cá - tínhamos um trabalho único a cumprir e que necessita ser alcançado. Retardatários - seres que vieram de outros planetas que foram destruídos. Ajudantes - seres que ajudam tanto os terrestres como os retardatários. Vieram a pedido do Arcanjo Miguel pra acudir Sanat Kumara a restaurar o movimento de Expansão da Terra e para amparar os seres de claridade. Todos nós somos seres de luminosidade, até os retardatários que se desviaram do caminho por incontáveis motivos, os quais não nos cabe julgar. Contudo, a volta para moradia é inevitável.


Então, alguns terão que ir pela "morte da consciência" ou segunda morte, pelo motivo de não terão a mínima condição de sequer virem a ser exilados. Um modelo dos que sofrerão isto são os que sofrerem morte causada por bomba nuclear. Muito insuficiente nos foi passado sobre e o encerro nesse lugar. A Terra é uma vasto experiência que saiu de controle por um estabelecido tempo.


Tua função é a de Virgo, que representa a criatividade e a materialização. Seu território é o de observadora dos planetas, e a criação teu papel principal, então, sua atividade tinha que ser contrário. A primeira raça que desceu à Terra, foi a Hiperbórea; depois vieram a Polar, a Lemuriana, a Atlante, a Ariana e a Aquariana, que é a raça da Nova Era. Na quarta raça - a Atlante - começaram os defeitos. As raças Hiperbórea e Polar não usavam corpos físicos. Estes começaram a ser usados na raça Lemuriana, data em que começou a descida dos deuses.


Houve o imperativo de criar os corpos humanos, devido às mudanças atmosféricas da Terra. Pela primeira fase, se tratava de seres andróginos, e foi no momento em que se iniciou o desenvolvimento do sistema endócrino. Eram bem como seres hermafroditas, ou melhor, relacionavam-se sexualmente consigo mesmos e tinham seus chacras bastante ativados. O ser inteligente era bastante construído e se utilizavam dos chacras para avaliar um novo tipo de vida no planeta.


Era possível que se entrasse em cada ponto do corpo e se descobrisse tudo sobre isto ele, através do exercício da energia da Kundalini. O mesmo podia ser feito de um organismo pra outro. O resquício disto, na atualidade, é a chamada "bruxaria", em que é descomplicado "entrar" no organismo de outra pessoa e fazer a magia. Sempre que a Lemúria construiu o serviço com o corpo humano físico, a Atlântida desenvolveria o estilo mental. Não se desenvolveria o sentimento, em razão de este trabalho é muito Saiba mais recente em termos de história das civilizações. Naquela data, tinha-se um princípio de afeto incondicional, entretanto sem emoções, visto que não se lidava com o plexo solar (chacra abaixo do coração).


Hoje em dia, a base de nossos dificuldades emocionais está por este chacra. Bem, eu falou que na Atlântida começaram os defeitos: por quê? Há aproximadamente 18 milhões de anos, na primeira Atlântida, quando tudo estava nas trevas, três seres mantinham a Chama Trina acesa. Havia só a Chama Trina pessoal destes iluminados seres e a do próprio planeta. Sanat Kumara, que tem feito um trabalho impressionante no planeta Terra e de quem vamos falar mais no decorrer do postagem.


Houve assim sendo uma reunião da Confederação Intergaláctica em determinado momento desses dezoito milhões de anos, pra resolver se retiravam estes 3 seres e eliminavam ou não o planeta. Sanat Kumara, regente de Vênus, dialogou com seu complemento divino, Lady Vênus, e resolveu assumir esta árdua tarefa de salvar o planeta. Deste modo daria nova chance de aprendizado e progresso aos seres desencarnados da Terra que precisavam retornar para sua própria expansão.


A Confederação consentiu e foi feita a preparação da descida deste ser à Terra junto a 135 Kumaras que com ele viajariam pra fundar Shamballa, o que foi feito no deserto de Gobi, na Ásia, a atual Mongólia. Dizem que levaram 900 anos pra fazer Shamballa, devido às algumas investidas contrarias das trevas. Os 135 Kumaras tiveram que nascer pela Terra, filhos de mães carnais. Foram 900 anos em que os 135 Kumaras nasciam e morriam, normalmente eliminados pelas trevas. Shamballa foi montada pra ser a sede do Governo Interno Oculto. Atualmente ela não está mais no plano físico e se localiza no plano etérico na Cordilheira dos Andes, no Peru, sobre o que falaremos em um outro artigo.


O cetro e a coroa de Sanat Kumara foram entregues ao enorme Buda Gautama, que continua a suportar a coluna, a Kundalini de toda a humanidade. Na atualidade, toda a humanidade foi convocada em níveis internos pra atuar com tua Divina Presença interna EU SOU. Sanat Kumara foi o Senhor do Universo até 1956, quando por isso, passou o cargo ao Buda Gautama, que foi o primeiro ser depois de Jesus e Krishna a adquirir a elevação espiritual.


A "Doutrina Secreta", vol. I de Helena Blavastky, relata que Sanat Kumara é o Arcanjo Miguel, que sendo alto a um plano mais abrangente, é conhecido como Ashtar Sheran. Hoje, Shamballa se descobre no plano etérico dos Andes Peruanos e exprime a polaridade feminina do novo momento da Terra, sobre o que neste instante falamos em outros posts. Se você gostou desse postagem e amaria receber maiores dicas sobre o conteúdo relacionado, encontre nesse hiperlink Saiba mais mais detalhes, é uma página de onde peguei boa porção destas infos. Recebe e irradia o que esotericamente se chama de "O coração do Sol", impulso que garante à Terra continuar tua prosperidade para níveis superiores. O Logos Planetário converge tuas energias pra Shamballa, a partir do Senhor do Mundo e se espalhando daí pra todo o planeta.


  1. A garantia da oferta e característica na infraestrutura de serviços e dado ao turista

  2. 5 - (UFSM-RS) Observe o mapa a seguir e fale à questão adiante

  3. Legislação Específica do CREA

  4. 00 Receita da Dívida Ativa da Ajuda e Adicional SESC

  5. 4 Verificação visual dos serviços

  6. dezenove x dezenove x 39 quinze,5kg

  7. Número de domicílios ocupados

  8. 01 Contribuições Patronais Rápido Civil

BALIZADOR - Pequena haste cilíndrica, com uma ou mais lâmpadas, utilizada em iluminação de jardins. BANDEIRA - Caixilho fixo ou móvel, situado pela divisão superior de portas e/ou janelas. Poderá ser fixo ou móvel, favorecendo a iluminação e a ventilação dos ambientes. BANGALÔ - Do inglês bungalow, designa as residência de campo construídas na Índia, térreas e com grandes varandas cobertas. BANNER - Termo que significa elemento de propaganda ou letreiro.


BANZO - Viga onde se engastam os degraus das escadas, em tal grau fixa como móveis; nas vigas T ou duplo T, é o nome das abas normais à alma, bem como chamamos mesa neste caso do perfil. BARAÚNA - Madeira muito empregada na construção civil e na marcenaria. BARRADO - Lambris, revestimento colocado nas partes inferiores das paredes. BARRACÃO - Abrigo ou telheiro, ou casa provisória, normalmente de madeira, pra guardar utensílios ou depositar objetos de construção, num canteiro de obras; barraca.



Add comment



Partnerzy platformy czasopism